Cobots fazem indústria repensar automação

20 de Julho 2018 | 13:51

A indústria global ganha força atualmente com os avanços da tecnologia que combina a cada dia mais o trabalho humano com a robótica nas linhas de produção. O grande destaque desta inovação são os cobots ou robôs colaborativos, como são conhecidos, que graças ao desempenho de técnicas seguras e baratas, fazem a indústria repensar a automação.
 
Dados recentes do relatório GE Global Innovation Barometer, publicado no início deste ano, apontados por executivos de todo o mundo afirmam que, nos últimos cinco anos, 40% das inovações, em decorrência aos cobots, tiveram um impacto positivo nos resultados finais da empresa.
 
Em 2008, a Universal Robots foi a primeira empresa a desenvolver um robô colaborativo comercialmente viável - um braço robótico projetado para trabalhar em estreita proximidade com seres humanos - e continua sendo a líder do setor. Para Denis Pineda, Sales Development Manager da UR no Brasil, a praticidade dos cobots é conferida pelas empresas logo na instalação dos robôs. “Você tira o robô da caixa e consegue colocá-lo rapidamente em funcionamento. Basta instalar a ferramenta no final do braço robótico, ativar sua programação e, em poucas horas, terá seu UR funcionando”, comenta.
 
Ele acrescenta que os benefícios dos cobots também incluem o pouco espaço ocupado, a facilidade de operação, implantação e reimplantação, e sua capacidade de servir como ferramentas que permitem que os seres humanos façam seu trabalho melhor e mais facilmente. Se necessário, no entanto, eles também podem ser usados sem intervenção humana.
 
A Universal Robots identifica as sete principais razões pelas quais a automação - especificamente cobots - é um investimento positivo para operações de fabricação de qualquer tamanho e em qualquer local.
 
1.    Custo-benefício e versatilidade
Os cobots desempenham um papel importante ao permitir empresas que, de outra forma, não teriam condições de investir em robôs de grande porte iniciem seu processo de automação. Eles ainda se adequam aos termos e ritmo de cada empreendedor.
 
2.    Durabilidade
Outra vantagem de usar cobots é que eles cumprem as melhores práticas reconhecidas para modelos de negócios digitais, apresentando “vida após a fábrica” e, portanto, têm vida útil de longo prazo. Eles podem ser programados e reprogramados, ser instalados, reinstalados e movidos sem restrições. Ainda podem ser equipados e reequipados para atender às necessidades e prioridades em constante mudança das empresas.
 
3.    Re-shoring
Nos primeiros anos da globalização, muitas empresas descobriram que eram capazes de fazer uso de uma força de trabalho de baixo custo e relativamente pouco qualificada em outros países. O re-shoring – como a prática ficou conhecida - está trazendo as operações de fabricação, montagem e acabamento de volta para os mercados nos quais seus produtos finais serão vendidos.
 
4.    Melhores empregos
Ao contrário das crenças amplamente difundidas, o aumento da automação não tem que impactar negativamente o emprego. Em vez disso, a implantação de cobots quase sempre resulta em criação líquida de empregos, porque as habilidades da força de trabalho humana podem ser utilizadas para gerar maior valor.
 
5.    Proximidade de mercados
Quando uma planta de manufatura, processamento ou montagem está localizada no mesmo país (ou em proximidade geográfica) que os destinatários de seus bens e serviços, toda a cadeia de suprimentos e infraestrutura logística é muito mais curta e fácil de gerenciar e com menor impacto ambiental. A automação ativada por cobots torna mais fácil para as empresas produzirem bens próximos aos consumidores, o que beneficia o fabricante, os funcionários, os consumidores e as comunidades locais.
 
5.    Empresas de todos os portes podem se beneficiar
A tecnologia de braços robóticos tornou os benefícios da robótica acessíveis para empresas de qualquer porte, inclusive pequenas e médias empresas. Devido ao seu custo mais baixo, os cobots permitem que até as pequenas empresas melhorem significativamente suas capacidades de produção sem grandes reformas nas instalações. Além de seu custo - que é apenas uma fração do custo de um robô industrial tradicional -, os robôs colaborativos oferecem benefícios que realmente importam para as pequenas e médias empresas. A instalação de seu sistema não requer habilidades especiais de programador.
 
7.    Recuperar o valor humano
Robôs colaborativos também estão no centro de outra grande tendência de consumo: um desejo crescente de todos os produtos - mesmo quando fabricados em massa - parecerem feitos por seres humanos.
 
Para mais informações sobre cobots e inovação, entre em contato conosco.
 

OverBR

newsletter